Notícias

Economia para o consumidor: arroz apresenta variação de 35,87% no valor, segundo a pesquisa CheckPreço$

06/03/2024

A iniciativa, fruto da parceria entre a Prefeitura e Unicentro no ano de 2023, ainda traz uma novidade para 2024. Um aplicativo está em desenvolvimento para auxiliar os consumidores com suas compras.

 

O Procon Guarapuava divulgou a mais recente pesquisa Checkpreço$, a primeira de 2024, realizada entre os dias 1 e 4 de março.

 

O comparativo faz parte de um projeto de extensão universitária, parceria entre a Prefeitura de Guarapuava e a Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro), e tem o objetivo de informar os consumidores sobre os locais com melhores preços, bem como a qualidade dos produtos comercializados com suas respectivas marcas.

 

A partir de uma tabela comparativa publicada a cada quinze dias no portal da Prefeitura de Guarapuava, desde agosto de 2023, o consumidor pode pesquisar os preços antes de fazer suas compras e, com isso, ganhar tempo e fazer economia.

 

“Nós compartilhamos os resultados deste estudo com a população, permitindo que os consumidores decidam onde comprar, especialmente itens essenciais como alimentos básicos e combustíveis. Além disso, iremos monitorar esses produtos essenciais para entender os motivos por trás das variações de preço no mercado”, ressaltou a superintendente do Procon no Município, Luana Esteche.

 

“A iniciativa foi uma demanda do Procon Guarapuava para divulgar os preços praticados no mercado. O projeto leva em conta que boa parte da população não tem condições financeiras ou de tempo, para circular dentro de todos os estabelecimentos e ver em qual deles os produtos estão mais baratos, especialmente aqueles ligados aos itens básicos de consumo”, comentou o vice-diretor do Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Marcos Roberto Kühl, que também é professor na Universidade e um dos coordenadores do Projeto Checkpreço$.

 

A parceria entre Prefeitura e Unicentro ainda possibilitou mais uma novidade para 2024. Um aplicativo para celular está sendo desenvolvido pelos cursos de Ciências Contábeis e Ciências da Computação. Segundo Marcos, o aplicativo irá auxiliar ainda mais o consumidor guarapuavano em suas compras no Município.

 

“Quando começamos o projeto, a divulgação era via planilha. O problema da planilha é que, hoje em dia, principalmente o pessoal de baixa renda, não tem computador para acessar, no máximo eles têm um celular, e no aparelho, a planilha fica muito pequena para visualizar. Então, a ideia é a gente ter tanto um meio de coleta, quanto um meio de divulgação que seja mais acessível para a população”, salientou o professor.

 

Conforme afirma Marcos, o protótipo do aplicativo já foi desenvolvido e está em fase de testes.

 

“Tem algumas coisas que precisamos ajustar e melhorar. Também precisamos definir como vamos fazer a hospedagem desse aplicativo para que ele seja acessível e para podermos, então, disponibilizar para a população. Com o aplicativo, a gente vai possibilitar a pesquisa de preços em Guarapuava de uma maneira mais prática e mais fácil”, completou Marcos.

 

“O Checkpreço$ é importante para entendermos o mercado guarapuavano, sobretudo, para auxiliar o consumidor na hora de realizar as suas compras, propiciando economia e mais comida na mesa. Ter mais alternativas e tornar esse processo acessível a todos é a nossa meta e compromisso com o cidadão”, concluiu Luana.

 

Confira abaixo alguns dados da última pesquisa:

 

Arroz e feijão

 

Entre os principais alimentos da cesta básica, o arroz e o feijão apresentaram variações notáveis de preços em diferentes estabelecimentos. O arroz parboilizado tipo 1, de 5 kg, de uma determinada marca, por exemplo, variou de R$ 24,95 a R$ 33,90, representando uma diferença de 35,87% entre o menor e o maior preço encontrado.

 

Uma das opções de feijão preto tipo 1, de 1 kg, registrou uma variação de 28,90% de R$ 9,69 a R$ 12,49.

 

Açúcar e farinha de trigo

 

Outros produtos básicos como o açúcar e a farinha de trigo também tiveram flutuações de preços notáveis. O açúcar refinado de 5 kg de uma marca específica também teve uma variação considerável, indo de R$ 18,89 a R$ 25,79, o que representa um aumento de 36,53% no valor.

 

Já a farinha de trigo branca tipo 1, de 5 kg, de uma determinada empresa teve a maior alteração na pesquisa, com uma diferença de 52,46%, variando de R$ 12,39 a R$ 18,89.

 

Produtos de limpeza e higiene pessoal

 

Além dos alimentos, produtos de limpeza e higiene pessoal também mostraram variações significativas. O creme dental de uma determinada marca, por exemplo, variou de R$ 3,59 a R$ 5,99, com um aumento de 66,85% no preço. Já um shampoo feminino apresentou uma das maiores variações, com preços que variaram de R$ 10,39 a R$ 16,39, representando um aumento de 86,46%.

 

Combustível

 

Os combustíveis também são verificados pelo Checkpreço$. A coleta de dados revelou uma diferença de até 15,72% na gasolina comum. A aditivada, por sua vez, teve 18,48% de variação, e o valor do etanol variou em 25,08%.

 

Vale ressaltar que as variações de preços podem ocorrer devido a diversos fatores, como localização da loja, promoções ou descontos temporários, entre outros. Portanto, os consumidores são incentivados a pesquisar os valores antes de fazer suas compras, a fim de economizar dinheiro.

 

Essa pesquisa do Procon serve como um guia para que a população se mantenha informada sobre as oscilações de preços e possa fazer as escolhas mais conscientes na hora das compras. Além de simplesmente comparar valores, o objetivo do Checkpreço$ é ampliar suas funcionalidades, incluindo a medição da inflação, tanto em âmbito nacional quanto local, como parte das atribuições no projeto.

 

Clique AQUI e confira a tabela completa da pesquisa.