Notícias

Setembro Amarelo: Moradores do Bairro Primavera participam de caminhada em prevenção ao suicídio

29/09/2023

A iniciativa foi organizada pela Secretaria de Saúde, por meio da equipe da UBS Vila Feroz.

 

Nesta quinta-feira (28), a Prefeitura de Guarapuava, por meio da Secretaria de Saúde e da equipe da UBS Vila Feroz, realizou uma caminhada em prol da vida e prevenção do suicídio. A iniciativa faz parte dos diversos atos em favor da campanha Setembro Amarelo que vêm acontecendo no município.

 

A caminhada saiu da frente da Igreja Nossa Senhora de Fátima até o Museu de Ciências Naturais de Guarapuava, totalizando um quilômetro. Os participantes vestiram roupas amarelas e carregavam balões da mesma cor, além de exibirem cartazes com frases de valorização à vida.

 

A enfermeira e coordenadora da UBS Vila Feroz, Evelyse Borelli Gullo, participou da organização do evento. “Como dentro do perfil do nosso território a gente percebe que tem várias pessoas com transtornos emocionais, pessoas que estão precisando de medicação, a gente sentiu a necessidade de começar a fazer algumas ações específicas para esse grupo. Começamos com atividades de interação e socialização, especialmente a gente começou com os idosos e depois foi ampliando. Juntando nossa percepção de que as pessoas estão adoecendo emocionalmente e as ocorrências de suicídio nos últimos anos, a gente decidiu fazer uma caminhada em prol da vida. Uma caminhada em respeito, em apoio às pessoas que estão em sofrimento, mas também como uma forma da gente dizer: nós estamos aqui, nós podemos estar juntos e juntos nós podemos ficar melhor”, explicou ela.

 

A Secretaria de Trânsito e Transportes estava presente acompanhando a caminhada para manter a segurança dos participantes da ação, assim como dos motoristas de Guarapuava. Também apoiando o evento estavam as equipes de saúde da UBS Xarquinho I e II, UBS Primavera e da UBS Vila Feroz.

 

O psicólogo da rede municipal de saúde, Anderson Alves Carneiro, também fez parte do evento. “Nós devemos pensar em formas de prevenção do suicídio, por que a vida humana é muito frágil. Principalmente quando se fala de jovens e adolescentes que passam por fases de transição e por dificuldades que muitas vezes não sabem como lidar. É preciso pensar na saúde mental como assunto de importância para todos nós”, enfatizou.

 

O evento encerrou na frente do Museu de Ciências Naturais, com a realização de um ato simbólico: os balões amarelos que foram usados na caminhada, foram estourados pelas mãos dos participantes como forma de afastar a dor e os sentimentos e pensamentos ruins.